SAC: (94) 3346-2196 | 8157-2625 | 9180-7878
Atendimento via Skype
Siga-nos:

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Informativos

DSS - 5 Pilares do relacionamento interpessoal no trabalho.

Publicado em: 05/08/2015

DSS - DIÁLOGO DE SAÚDE E SEGURANÇA

Somos colocados em grupos

Regina lembra que não escolhemos nossos colegas de trabalho, e sim somos inseridos em determinadas equipes. Podemos, sim, fazer amigos no ambiente corporativo, mas essa não é a regra. Por isso, a habilidade social é um aspecto muito valorizado atualmente. Basta lembrar, por exemplo, das dinâmicas de grupo, hoje tão comuns, que servem para que as pessoas sejam avaliadas a partir das capacidades de relacionamento.

Nesse contexto, segundo a educadora, os pilares ajudam os profissionais a estabelecer uma série de referências para o desenvolvimento pessoal e profissional. Cada um deles tem um papel específico, mas é o conjunto das características que acaba por dar o tom dos relacionamentos. Em conversa com a equipe do Universeg, a educadora falou sobre cada um deles.

Os pilares

Autoconhecimento - "Sempre que vou falar desses pilares, começo pelo autoconhecimento, já que é o mais questionado pelas pessoas. A diversidade comportamental no ambiente de trabalho é muito rica, e antes de conhecer os demais, você precisa saber como você mesmo funciona. A partir do momento que conhece as suas características positivas, você vai ter boas referências na hora de buscar que os colegas também as tenham. Além disso, o autoconhecimento ajuda a elaborar estratégias para minimizar conflitos na hora do relacionamento com os colegas", afirma Regina.

Cordialidade - A característica que foi mais recentemente adicionada à lista, aparentemente, trata de algo óbvio: é preciso ser cordial na hora de se relacionar. "É simples e óbvia a necessidade de ser cordial, mas nem sempre estamos atentos a isso. A cordialidade se revela em pequenos gestos que vão nos fazer ser vistos como simpáticos", alerta a educadora. Segundo ela, porém, é comum deixar de lado a cordialidade em situações corriqueiras, como o envio de mensagens de trabalho. "Ao enviar um e-mail, por exemplo, muitas vezes as pessoas deixam de desejar 'bom dia' ou 'boa tarde'. Pela forma como o e-mail é usado como ferramenta de trabalho, muitas vezes são enviadas mensagens secas, sem mesmo um 'por favor' ou um 'obrigado'. Experimente usar sempre essas palavras e veja a diferença", ensina.

Empatia - "Esta é a habilidade de colocar-se no lugar dos outros", afirma Regina. Segundo a educadora, é preciso considerar as opiniões e sentimentos dos colegas. Caso contrário, não é possível um relacionamento realmente proveitoso para os dois lados. "É preciso se colocar no lugar do outro para entender o ponto de vista dele. Ouvir, entender o colega. Situações de trabalho nos colocam juntos, e se não tiver consciência disso, tudo fica mais difícil", afirma.

Assertividade - Para o sucesso de um relacionamento, saber ouvir é essencial. Mas também é preciso saber falar. Por isso, um dos pilares listados pela educadora é a assertividade. "Ser assertivo é se expressar, dizer o que pensa, mostrar o ponto de vista, sentimento. Algumas pessoas têm tendência a ser mais retraídas, isso é natural. Mas é preciso ter iniciativa e se posicionar de maneira franca", destaca Regina.

Ética - De nada adianta se conhecer bem, ser cordial, ter empatia e ser assertivo se faltar um dos pilares: a ética. "Se você não é ético, não conseguirá ter bons relacionamentos. Em algum momento vai ter problemas. Essa máscara vai cair", destaca Regina Giannetti. Para a consultora, ética não é algo de simples entendimento. "Um profissional ético não age de forma deliberada para comprometer alguém. Não quebra acordos e compromissos", ensina a consultora.

Resultados

"Não é fácil manter relacionamentos, e esses pilares são referências válidas. Se prestarmos atenção, teremos bons relacionamentos", afirma a consultora, que garante: os resultados não serão vistos apenas no ambiente de trabalho, mas em todas as instâncias da vida.


Regina Giannetti é coach executiva e educadora corporativa com foco em liderança, comunicação e inteligência emocional.

Fonte:(www.universeg.com.br)